PRODUTOS DE RADIOFREQUÊNCIA REFRIGERADA

TECNOLOGIA REFRIGERADA A ÁGUA PARA DESATIVAR OS NERVOS SENSORIAIS CAUSADORES DE DOR

Sistema de radiofrequência refrigerada COOLIEF* – Funcionamento

Um gerador de radiofrequência transmite uma pequena corrente de energia de radiofrequência através de um eletrodo isolado colocado no interior do tecido. O aquecimento iônico, gerado pelo atrito de moléculas carregadas, desativa termicamente os nervos responsáveis pelo envio de sinais de dor para o cérebro. Fornecer energia de radiofrequência através de eletrodos refrigerados a água permite que mais energia de RF seja distribuída com segurança aos nervos-alvo gerando lesões em forma esférica:

  • Volume cinco vezes maior do que as lesões por radiofrequência padrão
  • Projeta distalmente 45% ou mais além da ponta da sonda
  • Permite a independência do ângulo da sonda
  • Por não estarem mais limitados à colocação paralela, os médicos podem usar o melhor ângulo de aproximação para alcançar e tratar nervos localizados em trajetos de nervos complexos.

SONDA DE RADIOFREQUÊNCIA PARA CONTROLE DAS DORES POR RF REFRIGERADA COOLIEF*

A sonda conta com um cabo de conexão de 4 pés e extensão de tubulação para alcançar o campo estéril. Com conexão ao gerador e à unidade de bomba peristáltica para fornecimento de energia de radiofrequência e refrigeração interna.

Um termopar na sonda mede a temperatura do eletrodo refrigerado durante todo o procedimento.

Um marcador radiopaco é localizado na extremidade proximal da ponta ativa. Esse marcador define a localização da lesão sob fluoroscopia, confirmando a posição e melhorando a visualização.

UNIDADE DE BOMBA PERISTÁLTICA DE RADIOFREQUÊNCIA REFRIGERADA PARA CONTROLE DAS DORES POR RF REFRIGERADA COOLIEF*

A unidade de bomba é usada para circular água estéril fria durante a formação da lesão.

KIT DE TUBOS PARA MANEJO DA DOR POR RADIOFREQUÊNCIA REFRIGERADA COOLIEF*

O kit de tubos estéreis de uso único é usado para circulação em circuito fechado de água estéril através da sonda. Inclui uma bureta para reter a água, conectada à tubulação que é inserida na unidade da bomba.

GERADOR DE RADIOFREQUÊNCIA PARA MANEJO DA DOR POR RF REFRIGERADA COOLIEF*

Os geradores de manejo da dor PMG-115-TD e PMG-230 (V. 2 ou superior) são os únicos geradores de radiofrequência compatíveis com os sistemas de manejo da dor por radiofrequência refrigerada COOLIEF*

SISTEMA DE MANEJO DA DOR POR RADIOFREQUÊNCIA REFRIGERADA SACROILÍACA COOLIEF* SINERGY*

O desafio fundamental do tratamento da dor na articulação sacroilíaca é capturar as ramificações laterais aferentes que passam entre a região sacroilíaca dolorosa e o forame sacral posterior. O sistema de manejo da dor por radiofrequência refrigerada sacroilíaca COOLIEF* SINERGY* permite a disposição de lesões de grande volume, que compensam a variabilidade conhecida da localização nervosa e passagem das ramificações laterais do ramo posterior.

SISTEMA DE MANEJO DA DOR POR RADIOFREQUÊNCIA REFRIGERADA DE BIACUPLASTIA DE DISCO COOLIEF* TRANSDISCAL*

O sistema de manejo da dor por radiofrequência refrigerada de biacuplastia de disco COOLIEF* TRANSDISCAL* utiliza o sistema de radiofrequência refrigerada COOLIEF* com uma abordagem bipolar para desativar nervos para tratar dor discogênica sintomática. Sob fluoroscopia, dois introdutores são colocados bilateralmente no disco posterolateral e, em seguida, são inseridas duas sondas de radiofrequência refrigerada COOLIEF* TRANSDISCAL*. As sondas refrigeradas a água fornecem energia de radiofrequência com potência suficiente para aquecer um volume maior de tecido de disco, eliminando o superaquecimento do tecido adjacente. O resultado é uma lesão grande e reprodutível dentro de um volume significativo da parte posterior do disco.

SISTEMA DE MANEJO DA DOR POR RADIOFREQUÊNCIA REFRIGERADA DA LOMBAR COOLIEF*

O sistema de manejo da dor por radiofrequência refrigerada da lombar COOLIEF* utiliza a plataforma de RF refrigerada para neurotomia da ramificação medial lombar. O sistema de manejo da dor por radiofrequência refrigerada COOLIEF* permite a disposição de uma lesão de grande volume que abrange o nervo da ramificação medial em uma passagem, eliminando a necessidade de múltiplas passagens. Muitos pacientes podem não obter êxito nos tratamentos de radiofrequência padrão ou ter uma anatomia que apresenta desafios. O sistema de manejo da dor por radiofrequência refrigerada COOLIEF* permite a colocação perpendicular, permitindo o acesso “destinado” para atingir o nervo, em comparação com a radiofrequência padrão, em que a colocação paralela ao nervo ou lesão de passagem múltipla é necessária para alcançar a ablação ideal.

SISTEMA DE MANEJO DA DOR POR RADIOFREQUÊNCIA REFRIGERADA DO TÓRAX COOLIEF*

Um grande desafio no tratamento da dor crônica da faceta torácica vem do curso variável do nervo da ramificação medial, em especial nos níveis médios torácicos. O sistema de manejo da dor por radiofrequência refrigerada do tórax COOLIEF* supera o desafio da passagem variável do nervo permitindo a colocação de uma lesão reprodutível de grande volume, do tamanho e na posição que podem levar em consideração a variabilidade da ramificação medial.

SISTEMA DE RADIOFREQUÊNCIA REFRIGERADA DA CERVICAL COOLIEF*

O sistema de radiofrequência refrigerada da cervical COOLIEF* é projetado para abordar a anatomia única das articulações cervicais, empregando tecnologia refrigerada a água de forma anatômica, adaptada para proporcionar alívio na região cervical. Ao gerar lesões de grande volume onde a anatomia e o caminho do nervo são variáveis, a lesão se conforma em torno de cristas e dentro de fendas em superfícies de forma irregular, melhorando a capacidade de capturar o nervo.

  1. Cohen, S., Randomized Placebo-controlled Study Evaluating Lateral Branch Radiofrequency Denervation for Sacroiliac Joint Pain, Anesthesiology, agosto de 2008, V. 109, No. 2, páginas 279-287. http://anesthesiology.pubs.asahq.org/article.aspx?articleid=1922283
  2. Ficha informativa sobre osteoartrite [internet]. CDC.gov. Centers for Disease Control and Prevention; 2017 [citado em 12 de abril de 2017]. Disponível em: https://www.cdc.gov/arthritis/basics/osteoarthritis.htm
  3. AAOS – American Academy of Orthopaedic Surgeons. Opioid Use, Misuse, and Abuse in Orthopaedic Practice. Information Statement 1045. http://www.aaos.org/uploadedFiles/PreProduction/About/Opinion_Statements/advistmt/1045%20Opioid%20Use,%20Misuse,%20and%20Abuse%20in%20Practice.pdf Published October 2015.
  4. Sociedade Americana de Médicos Intervencionistas em Dor. Ficha informativa
  5. Ficha informativa sobre dores lombares. Instituto Nacional de Distúrbios Neurológicos e Acidente Vascular Cerebral (Publicação NIH), 2003.

† Em comparação a uma lesão de radiofrequência padrão Stryker 20ga com base em testes conduzidos pela Halyard Health, Inc. e em comparação com as informações publicadas pela Stryker.

†† Uma sonda de radiofrequência refrigerada COOLIEF* com uma ponta ativa de 4 mm gera uma lesão com uma projeção distal média de 45,53%. Dados em arquivo.

††† Gupta, A. Radiofrequency Ablation Techniques for Chronic Sacroiliac Joint Pain. Pain Medicine News, 2010.
Patel, et al. A Randomized, Placebo-Controlled Study to Assess the efficacy of lateral branch neurotomy for chronic sacroiliac joint pain. Pain Medicine. 2012.
Franco, et al. Innervation of the Anterior Capsule of the Human Knee. Reg. Anesthesia and Pain Medicine, 2015.